• Mariana Floria

O ingrediente perigoso da autoestima... E por que você deve prestar atenção nele

A autoestima carrega um ingrediente perigoso. Um ingrediente que caso seja colocado a mais ou a menos pode, na verdade, se tornar um veneno: a crítica.


Ela, assim como qualquer outra condição de nossa vida, tem sua importância para nossa evolução como espécie. Ajuda-nos não só a criar critérios e barreiras de modo a nos proteger de possíveis ameaças a nosso bem-estar, mas também nos ajuda a identificar o que nos faz bem!


Sem ela poderíamos ser reféns de uma vida alienada, sem a possibilidade de enxergar e ir em busca daquilo que nos gera prazer. Em excesso, ela pode minar uma das qualidades mais importantes do processo: a confiança em si mesmo.


"Mari, então como definir quando estou colocando crítica de mais ou de menos?"


Se observando!

Não exista uma dosagem única que deve ser aplicada a todos os casos. A fórmula mágica é observar os resultados que tem tido a partir da sua forma de pensar e se avaliar.


Comece se perguntando: o que te atrai, gera prazer? Consegue definir algumas coisas? Se não, talvez falte apimentar um pouco essa receita.


E como você se sente ao perceber que agiu de uma forma inadequada? Sente que é um fracasso e que nunca dará jeito na vida? Se sim, então talvez tenha pimenta demais no processo...


Como está por aí? Apimentado na medida, demais ou de menos?

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo