• Mariana Floria

Guia prático de comunicação: uma forma fluída de compartilhar histórias e sonhos

Atualizado: Mar 30




Eu e meu marido, Florian, chegamos a passar de três a quatro meses sem contato físico entre uma viagem e outra, até nos encontrarmos...⠀


Em muitos períodos de nosso relacionamento, ele estava na Alemanha e eu aqui no Brasil.

O que nos restava? Conversar! Contávamos sobre nosso dia, dividíamos nossas preocupações e também os planos! Eram mensagens trocadas, vídeo ligações - quando o fuso de cinco horas permitia. 😅


Hoje, eu olho para trás e vejo o quanto isso permitiu que estabelecêssemos uma prática muito importante em nossa dinâmica como casal: A COMUNICAÇÃO. Precisávamos nos conhecer a fundo (até para avaliar se compensava essa loucura toda de relacionamento BR-ALE) e, mais do que isso, planejar quando e como viabilizaríamos "o dividir a mesma latitude e longitude".


O que mais fazíamos? Imaginar o futuro, as infinitas possibilidades que ele pudesse trazer e, principalmente, como nos sentiríamos diante de cada uma delas!


Estávamos, na verdade, tentando entender as implicações das nossas decisões e antecipar possíveis cenários (consequências) delas.

E eu vejo o quanto isso foi e é primordial em um relacionamento: não é sobre comunicar a decisão ou o projeto - é sobre debater as implicações e se ambas as partes conseguem (e querem) lidar com os efeitos disso.


Por isso, eu preparei um guia sobre como conversar e alinhar com seu parceiro novos planos, ideias ou apenas compartilhar as necessidades de cada um!



Descomplicando a comunicação:

1) AGENDEM!

- Combinem antecipadamente um tempo em que ambos possam conversar abertamente - pode ser durante um jantar, café-da-manhã… - É muito importante que ambos estejam abertos e dispostos a conversar!



2) O QUE FALAR?

- Quais as expectativas que cada um tem para a vida? - O que cada um espera alcançar nas diferentes áreas da vida (família, trabalho, amizades)? - Quais experiências cada um gostaria de vivenciar? - Quais mudanças gostariam/ precisariam implementar nos cuidados da casa, filhos, estilo de vida e na própria relação para que as necessidades acima elencadas possam ser alcançadas?



3) REFLEXÃO.

Essa é a etapa mais importante do processo! Analisem juntos: - Quais implicações cada escolha/ação pode impactar no dia-a-dia e no relacionamento do casal? - Que tipo de estratégias podem adotar para lidar com isso?



4) ATENTEM-SE!

Pensem estrategicamente nas implicações de cada plano para a vida do casal: não é apenas comunicar e/ou escolher qual dos dois terá a sua demanda atendida, mas sim pensar em como fazer para que ambas possam ser minimamente atendidas. É isso que trará uma unidade ao relacionamento e proporcionará ainda mais sentimentos de amor, conexão e companheirismo!



5) LEMBREM-SE:

Se relacionar é CONCILIAR as diferenças! Vocês estão no MESMO TIME, batalhando juntos para a parceria funcionar!


13 visualizações0 comentário